Carne vegetal: o que é e como é feita

Conheça melhor essa tendência de consumo cujo mercado global deve atingir US$ 34 bilhões até 2027.

Carnes-vegetais-capa  

Muitas pessoas acham que a carne vegetal tem sido cada vez mais consumida porque “virou moda”. Mas nós da Atlantikos enxergamos nisso o aumento da conscientização das pessoas sobre a exploração animal. E nos apoiamos nos dados para ter essa leitura. Vem com a gente!

Segundo dados do Ibope, em 2018 cerca de 14% da população brasileira já se declarava vegetariana, um número que equivale a 30 milhões de pessoas. E as buscas pelo termo veganismo no Google cresceram 941% nos últimos 8 anos.

Esse aumento nas buscas reflete não apenas o número de aderentes ao veganismo, mas também ao aumento do grupo hoje chamado de flexitariano: aqueles que ainda consomem carne e não têm a intenção de se tornar vegetarianos ou veganos, mas estão dispostos a ingerir menos insumos de origem animal. 

De acordo com uma pesquisa do Ipec encomendada pela Sociedade Vegetariana Brasileira, 46% dos brasileiros já deixam de comer carne ao menos uma vez por semana por vontade própria em 2021, indicando uma mudança de comportamento do brasileiro em relação à própria alimentação. 

Somados, esses grupos estão fazendo deste segmento um mercado de altíssimos dígitos. Segundo uma pesquisa da instituição Research and Marketing, o mercado global de carne à base de plantas poderá atingir US$ 34 bilhões até 2027.

Afinal, do que é feita a carne vegetal?

Carnes-vegetais-thenewbutchers  

Imagem: The New Butchers.

De uma maneira simplista, a carne vegetal é um preparado de proteínas vegetais. Mas nessa definição cabe uma grande variação, fruto da alta tecnologia que hoje é aplicada na produção de alimentos.

Esse preparado é resultado de uma mistura de proteínas isoladas de grãos como soja, ervilha, lentilha e grão-de-bico, com cereais como arroz e quinoa, amidos, óleos vegetais e temperos que são processados com aditivos e corantes para ter semelhança à carne de origem animal. 

E a partir dessa mistura é possível fazer suculentos hambúrgueres, carne moída, salsichas e linguiças defumadas, nuggets, entre outros formatos que surpreendem pelo sabor e textura cada vez mais semelhantes aos “originais”. 

Carnes-vegetais-linguiça-vegetal  

Algumas marcas brasileiras estão à frente da movimentação no mercado nacional, como a Fazenda do Futuro, a The New Butchers, a Behind the Foods e a Superbom, por exemplo. Todas com suas próprias receitas e características, dispostas a garantir um churrasco vegano para onívoro nenhum botar defeito.

Os “novos açougueiros” – tradução literal para The New Butchers – estão fazendo, inclusive, peixe vegetal. Isso mesmo, faz parte da linha de produtos da marca produtos como bolinho de bacalhau e até mesmo um filé de salmão com base no mesmo blend de proteínas de ervilha, de arroz e de lentilha. A Fazenda do Futuro também lançou recentemente seu atum vegetal.

Mas por que chamar de carne, se é feito de plantas?

Carnes-vegetais-Superbom  

Imagem: Superbom Foods.

Pela memória do paladar. Comida não é só o combustível para o nosso organismo funcionar bem. Comida também é tradição familiar, é celebração, é conexão. Tem tudo a ver com fatores sociais e emocionais. Comida é memória afetiva.

A maioria de nós foi ensinado a comer animais e seus derivados sem saber o que isso de fato representa. Assim, o sabor e a textura da carne, do queijo e do ovo são familiares ao nosso paladar. E como o despertar para o horror da indústria da carne vem depois da formação do paladar, pra muita gente acaba sendo difícil abrir mão desse sabor.

Então, quando a gente descobre que o presunto do misto-quente é o porquinho fofo, buscar um hambúrguer que “sangra” com extrato de beterraba é um grande alívio.  Esse é o grande papel desses produtos que estão cada vez mais perto das texturas reais.

Outras carnes vegetais

Quer ainda mais opções para variar ainda mais a alimentação do dia a dia? Conheça outras alternativas à carne animal:

Carne de soja

Carnes-vegetais-carne-de-soja  

Também chamada de proteína texturizada de soja, essa carne vegetal é feita a partir da farinha de soja desengordurada, que passa por um processo de extrusão. Nesse processo, é possível moldá-las em diferentes formatos, como a soja em pedaços (grossa), em flocos (fina ou “moída”), em tiras (“iscas”) ou até mesmo bife de soja.

Seitan 

Roasted seitan steaks  

Conhecida também como carne de glúten, o seitan tem uma quantidade elevada de proteínas, enquanto tem baixo teor de carboidrato e pouquíssima gordura. Por ter uma textura densa e fibrosa, pode ficar similar à carne de porco, ao frango ou à bovina, dependendo dos temperos e do modo de preparo. Aliás, ela é bem versátil, podendo ser grelhada, frita ou refogada. Porém, pelo seu alto teor de glúten, ela é contraindicada para pessoas com intestino sensível.

Tempeh

Carnes-vegetais-tempeh  

O Tempeh (ou tempê) é um alimento milenar vindo da Indonésia, produzido por meio da junção de grãos cozidos com o fungo Rhizopus Oligosporus, fermentados por 22 horas. Um bloco de tempeh de 275 gramas contém quase 40 gramas de proteína, 35 gramas de fibra alimentar (mais do que 100% do valor diário recomendado) e menos de 500 calorias. Além disso, não contém nenhum tipo de conservante e pelo fato de ser fermentado, funciona como um probiótico natural.

Jaca verde

Carnes-vegetais-carne-de-jaca  

Bastante conhecida na cozinha vegetariana, a “carne de jaca” é bem nutritiva. Ela é fonte de fibras, manganês, ferro, potássio, vitamina A, vitamina B2, vitamina B3 e vitamina C, por exemplo, além de fornecer antioxidantes. Funciona bem como um ingrediente substituto do frango, mas vale ressaltar que ela não é considerada uma fonte de proteínas, e substitui a carne apenas por conta da textura.

Benefícios da carne vegetal para a sua saúde

Carnes-vegetais-Hamburguer-de-planta  

Imagem: Full of Plants/Reprodução.

A carne vegetal é rica em fibras, carboidratos, proteínas, cálcio, magnésio, ferro e zinco, nutrientes provindos dos grãos que a compõe. Algumas são ainda fortificadas com ômegas e vitaminas do complexo B, importantíssimos para o nosso organismo. 

Mas vale ressaltar que não necessariamente os hambúrgueres vegetais são mais saudáveis que o hambúrguer de carne bovina. Assim como a maioria dos produtos processados, algumas carnes vegetais têm alto teor de gordura e sódio. Então vale ficar atento à lista de ingredientes e à tabela nutricional na embalagem e, se for o caso, fazer o consumo moderado, e não diário.

Benefícios para os animais e para o planeta

Carnes-vegetais-Superbom 2  

Imagem: Superbom Foods.

De acordo com a organização Humane Society International (HSI), o número de animais criados e abatidos para consumo por ano no mundo já chegou a 88 bilhões. Isso equivale a mais de 11 vezes a população humana global. E como o Brasil é o terceiro maior produtor de carne do mundo e o maior exportador global de carne bovina, nossa contribuição à matança de animais para consumo e ao impacto ambiental decorrente dessa produção está entre as maiores do planeta. 

Um relatório de 2021 do Climate Healers descobriu que a pecuária é responsável por pelo menos 87% das emissões de gases de efeito estufa. Esse número vai ao encontro de outro dado impactante: a média global de água utilizada para produzir um quilo de carne bovina, de acordo com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), é de 15,5 mil litros.

Com a expectativa de que a população global aumente para 9,7 bilhões até 2050, as alternativas à carne podem ser eficazes na criação de um suprimento de alimentos mais sustentável sem forçar uma mudança drástica no paladar.

E se a preocupação com o meio ambiente pesa cada vez mais sobre as decisões de compra – uma pesquisa da Nielsen revelou que 94% dos brasileiros afirmam que é muito importante que empresas implementem programas para melhorar o meio ambiente – este é o melhor momento para considerar reduzir o consumo de carne.

Fontes: Sociedade Vegetariana Brasileira, Veganuary, Vegan Business, Livup, Vegazeta, Personare.

Clique aqui e conheça as carnes vegetais vendidas na Atlantikos.

Leia também:

Leites vegetais: o que são, benefícios, variedade e nutrientes

Queijos vegetais: benefícios, sabor, variedade e nutrientes

Levedura nutricional: o que é e para que serve

 


Imagem8  Por Livia Maturana. Uma jornalista vegana que acredita no poder transformador de cada ato de consumo.
Conheça nossos Produtos
+5000 Produtos! Veganos, Ecológicos, Naturais e Orgânicos
VER TODOS OS PRODUTOS

 

ENTRE NA LISTA DE EMAIL E GANHE 10% OFF!

Receba descontos, novidades e ofertas exclusivas em milhares de produtos sustentáveis e veganos!