ONU afirma que existem 850 mil vírus em animais que podem infectar humanos

Especialistas do órgão alertam para possibilidade de outras pandemias por causa da degradação ambiental e exploração animal.

A gripe suína assustou o mundo em 2009. Fonte: Galileu.

Ameaça invisível

Os cientistas do IPBES (Plataforma Intragovernamental sobre Biodiversidade e Serviços dos Ecossistemas, sigla em inglês), órgão vinculado a ONU, elaboraram um relatório que relaciona pandemias virais e degradação ambiental.

Segundo o relatório, existem de mais de 1,7 milhão de espécie de vírus desconhecidos ou não descobertos em mamíferos e aves.

Desse total, aproximadamente 850 mil teriam capacidade de infectar humanos.

A exploração ambiental, diminuindo o habitat de muitos desses animais, e o consumo de carne, principalmente de animais selvagens, são os grandes vilões que aumentam o risco de termos uma próxima pandemia ou epidemias locais.

“Cerca de 24% de todas as espécies de vertebrados terrestres selvagens são comercialidade globalmente.” Contextualiza o documento.

Acredita-se que o pangolim pode ser um dos hospedeiros intermediários do coronavírus. Fonte: UOL

O prejuízo de remediar ao invés de prevenir

Também de acordo com o relatório, é especificamente 100 vezes mais barato prevenir uma pandemia do que arcar com suas consequências.

O estudo aponta que a economia global perde 1 trilhão de dólares por ano devido a zoonoses, ou seja, doenças que passam de animais para seres humanos, em sua maioria, epidemias e pandemias virais.

“Nosso enfoque atual é detectar novas doenças precocemente, contê-las e desenvolver vacinas e terapias para controlá-las. O enfoque baseado na reação é inadequado.” Afirma um dos cientistas do grupo.

O relatório diz que é muito mais caro remediar do que prevenir.

Impactos econômicos

Além das perdas humanas e sofrimento, o impacto econômico é muito grande em uma pandemia, como a do covid-19.

Os cientistas cifram em aproximadamente 1 trilhão de dólares as perdas econômicas causadas pela pandemia, comparativamente, estimam em 40 a 60 bilhões de dólares anuais os custos de estratégias preventivas.

O IPBES sugere a criação de um conselho científico de prevenção de pandemias. Também propõem que os governos se comprometam a alcançar metas para limitar as causas que as desencadeiam.

A pandemia do Covid-19 nos ensinou amargamente que o consumo desenfreado de carne selvagem e a exploração irresponsável do meio ambiente pode ocasionar catástrofes mundiais. Temos que mostrar para a natureza que aprendemos a lição.

Deixe sua opinião nos comentários!

O consumo de carne e desmatamento são riscos para novas pandemias.

Fontes: El Pais

 

VEJA TODOS CONTEÚDOS AQUI

Notícias, Curiosidades, Receitas, Filmes e Muito Mais!

RECEBA CONTEÚDOS EXCLUSIVOS DO UNIVERSO SUSTENTÁVEL!

Notícias, curiosidades, inovações, cultura, dicas e mais!

Política de privacidade

 

 

Conheça nossos produtos!

+1500 produtos
Naturais, Veganos e Ecológicos
VER TODOS PRODUTOS

 

Deixe um comentário