Primeiro voo comercial movido a hidrogênio

Grupo holandês prevê que a viagem deverá ocorrer em 2028. A rota escolhida foi entre Roterdã, na Holanda, e Londres, no Reino Unido.
Aviões movidos a hidrogênio serão realidade em breve graças à Airbus - Canaltech

Uma parceria foi formada entre empresas holandesas visando um transporte comercial mais sustentável.

O objetivo do consórcio é realizar o primeiro voo comercial de um avião de passageiros movido a 100% hidrogênio dentre de seis anos.

A rota escolhida para o voo foi entre Roterdã, na Holanda, e Londres, no Reino Unido.

A iniciativa faz parte de um longo plano para tornar as viagens aéreas de curta distância mais ecológicas e sustentáveis.

De acordo com o jornal The Guardian, inicialmente, a tecnologia que o grupo irá usar será implementada em uma aeronave turboélice existente, que possui de 40 a 80 assentos.

A expectativa é que, mais tarde, a tecnologia poderá ser aplicada em aeronaves maiores adaptadas.

O consórcio foi idealizado pela Unified International com a InnovationQuarter, a agência de desenvolvimento econômico regional da Holanda, e tem como parceiros a Fokker, fabricante de aeronaves, e a Delft University of Technology, da Holanda.

Aviões precisam de novo planejamento

Para que o hidrogênio seja utilizado como combustível, é necessário que os aviões sejam redesenhados. Ele precisa ser armazenado em tanques isolados, sendo relativamente pesados.

O jornal The Guardian explica que no projeto das empresas holandesas, a ideia é que as cápsulas de hidrogênio estejam localizadas na cauda do avião. Diferente do combustível convencional, que costuma ser armazenado nas asas.

Grupo holandês prevê primeiro voo comercial movido a hidrogênio em 2028 - Época Negócios | Um Só Planeta

Os aviões movidos a hidrogênio podem ser um pouco mais lentos do que os movidos a querosene em viagens de médio curso. No entanto, nas mais curtas, a expectativa é que não haja muita diferença.

Segundo os testes realizados, um avião a hélice movido a hidrogênio deve conseguir atingir velocidades de até 600 km/h.

Iniciativas com essa são muito importantes para o combate ao efeito estufa, já que a indústria da aviação é responsável por cerca de 2,4% das emissões globais anuais de carbono.

Além disso, pesquisas sugerem que 9 em cada 10 passageiros de curta distância aceitariam pagar mais se pudessem ter certeza de que sua viagem é livre de emissões de gases de efeito estufa.

Fonte: Um Só Planeta

 

ENTRE NA LISTA DE EMAIL E GANHE 10% OFF!

Receba descontos, novidades e ofertas exclusivas em milhares de produtos sustentáveis e veganos!

Conheça nossos Produtos
+5000 Produtos! Veganos, Ecológicos, Naturais e Orgânicos
VER TODOS OS PRODUTOS