Tingimento natural: sua história, vantagens e como é feito! 

Você já ouviu falar em tingimento natural de tecidos? Saiba tudo sobre a técnica que transforma elementos da natureza em cores fantásticas!

 

A história

O tingimento natural consiste em utilizar plantas variadas como fonte de coloração para tecidos e objetos.

A técnica é milenar, utilizada por civilizações antigas como a egípcia, as indígenas da américa latina e até na pré-história.

O tingimento natural tem raízes pré-históricas. Fonte: Shutterstock

Com a chegada da revolução industrial no século XIII, o cenário do mercado de coloração mudou, com corantes sintéticos sendo fabricados pelas indústrias têxteis.

Pela maior rentabilidade, os corantes artificiais dominaram o mercado com o passar dos anos, pelo menos até agora…

 

O retorno ao natural

Com a consciência cada vez maior sobre o impacto da indústria da moda causa ao meio ambiente, o segmento têxtil dá mostrar que quer mudar esse panorama.

Uma espécie de resgate ao natural, e um aumento do respeito ao meio ambiente ganham espaço no cenário do mercado, ganhando mais atenção de produtores e consumidores.

Dessa forma, o tingimento natural está cada vez mais em alta, assim como suas aplicações e variações.

Diferentes corantes naturais. Fonte: Getty Images

Por dentro do processo 

Basta uma olhada para a natureza para observar sua grande variedade de cores. O marrom da casca dos troncos, o verde das folhas, e o colorido das flores, sementes e raízes.

Existem várias técnicas de tingimento natural em tecidos, entre elas, o tingimento liso, que tintura a peça por igual, a impressão botânica, que estampa naturalmente, ou a Shibori, que usa dobraduras para marcar diferentes cores e tons.

Depois de pronta, as peças devem secar naturalmente. O processo completo de tingimento pode levar até 3 dias, e entender o tempo e dedicação necessária está diretamente conectado com o propósito do processo.

Cascas de cebola dão um lindo efeito em tecidos de algodão. Fonte: Pinterest

Os benefícios para o meio ambiente

Entre os problemas decorrentes do tingimento sintético estão o grande desperdício de água, e a utilização de substâncias químicas e tóxicas, muitas vezes inclusive metais pesados.

A tinturaria natural também usa água, porém, ela é misturada apenas a outras substâncias orgânicas, podendo ser reaproveitado ao final do processo.

Parte da matéria-prima utilizada nos corantes orgânicos vem de reaproveitamentos, como folhas, pedaços de alimentos, serragens e até galhos.

As comunidades do campo também se beneficiam desse processo, podendo inclusive se especializar no cultivo de plantas tintoriais.

O processo de impressão botânica é lindo e muito sustentável!

Na Atlantikos, temos vários produtos que utilizam tinturaria natural, desde itens de moda até produtos de decoração. Além de lindos, eles contribuem com um mundo mais equilibrado.

Fonte: Wikipedia, revista Glamour, fibra estúdio, histórias de casa.

RECEBA CONTEÚDOS EXCLUSIVOS DO UNIVERSO SUSTENTÁVEL!

Notícias, curiosidades, inovações, cultura, dicas e mais!

Política de privacidade

 

 

 

 

VEJA TODOS CONTEÚDOS AQUI

Notícias, Curiosidades, Receitas, Filmes e Muito Mais!

Deixe um comentário