Universitários criam aplicativo para mapear enchentes e evitar desastres

Para alimentar o app, pesquisadores apostam na ciência cidadã, engajando alunos de escolas públicas e a comunidade.aplicativo-enchentes-4  

A tecnologia tem sido uma grande aliada da saúde e em muitas outras áreas, e agora pode ajudar na prevenção de desastres causados pelas fortes chuvas que acometem diversas regiões não só do Brasil, como do mundo.

Como parte do projeto Dados à Prova D’Água, um novo aplicativo pode mudar a forma como comunidades e órgãos governamentais lidam com as enchentes. 

aplicativo-enchentes-1  

Imagem: Reprodução YouTube | Memórias à Prova D’Água.

A ferramenta, que leva o mesmo nome do projeto, foi desenvolvido em parceria entre as universidades de Glasgow e Warwick, no Reino Unido, Heidelberg, na Alemanha, do Centro Nacional de Monitoramento de Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) e da Fundação Getulio Vargas, com apoio da FAPESP.

A proposta do aplicativo é que, com o telefone celular em mãos, moradores de bairros vulneráveis a inundações podem não apenas se informar com antecedência sobre possíveis eventos do tipo como contribuir com os órgãos competentes no mapeamento de áreas suscetíveis e na prevenção de desastres.

aplicativo-enchentes-3  

Alunos em Balneário Rincão (SC) manipulam aplicativo Dados à Prova D´Água. Envolvimento de comunidades no desenvolvimento ajudou mapeamento de áreas suscetíveis a enchentes. Imagem: Rosinei da Silveira.

Um levantamento realizado em 2020 pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM) contabilizou 1.697 decretos de emergência ou estado de calamidade pública por conta de chuvas intensas naquele ano.

Segundo a área de Defesa Civil da CNM, os prejuízos chegaram a R$ 10,1 bilhões, decorrentes de tempestades, ciclones, deslizamentos, inundações, enxurradas e tornados, sendo o setor de habitação o mais afetado, com 280.486 moradias danificadas ou destruídas e prejuízos de R$ 8,5 bilhões.

O aplicativo Dados à Prova D’Água, que tem o mesmo nome do projeto, foi testado por professores, estudantes, agentes da Defesa Civil e moradores em mais de 20 municípios nos estados de Pernambuco, Santa Catarina, Mato Grosso, Acre e São Paulo e deve ser disponibilizado em breve na Play Store, loja virtual de aplicativos da Google.

Além da prevenção de desastres, o projeto trabalha com memórias das enchentes. Os estudantes realizaram entrevistas com a comunidade para levantar dados sobre o passado das enchentes em cada região.

O trabalho levou à produção de uma série de minidocumentários chamada Memórias à Prova D’Água.

Fonte: Ciclo Vivo

 

ENTRE NA LISTA DE EMAIL E GANHE 10% OFF!

Receba descontos, novidades e ofertas exclusivas em milhares de produtos sustentáveis e veganos!

Conheça nossos Produtos
+5000 Produtos! Veganos, Ecológicos, Naturais e Orgânicos
VER TODOS OS PRODUTOS